domingo, 20 de fevereiro de 2011

Espíritos

Conforme anunciado anteriormente, o objetivo do blog não é a indicação de filmes (relembre clicando aqui), no entanto aprecio deveras este aqui, e como o intercâmbio entre “vivos” e “mortos” está cada vez mais presente nas telas dos cinemas e TVs, achei que seria legal recordá-lo.

Refiro-me a “Ghost, do outro lado da vida”, um filme que aborda de maneira hábil e encantadora, alguns conceitos transmitidos pela Doutrina Espírita, tais como imortalidade da alma, sintonia espiritual, mediunidade, compreensão do sentimento da perda, entre tantos outros.

Ghost, do outro lado da vida

          Ghost narra a história de um casal apaixonado, Sam (Patrick Swayze *) e Molly (Demi Moore), que certa noite ao retornarem de uma apresentação de Hamlet são atacados e Sam é morto. Porém seu espírito não vai para o outro lado, ficando ao lado de seu grande amor para tentar compreender o que está acontecendo.
          No desenrolar da história, Sam descobre que sua amada corre grande risco de morte, e para ajudá-la aprende que, mesmo estando do outro lado é possível comunicar-se com sua amada Molly, através de um médium, que são intermediários entre encarnados (vivos) e desencarnados (mortos). E quem consegue ouvi-lo é Oda Mae, uma médium embusteira (interpretada por Whoopi Goldberg).
          Com um roteiro muito bem elaborado e uma excelente combinação de romance, suspense, humor, espiritualidade e uma bela trilha sonora, o filme é emocionante, encantando qualquer espectador, independente de sua denominação religiosa.
          A propósito do tema, sugiro a leitura do capítulo II da primeira parte de “O Livro dos Médiuns”, de Allan Kardec, intitulado “Do maravilhoso e do sobrenatural”.

Fonte de pesquisa: /www.terraespiritual.locaweb.com.br


Ghost, do outro lado da vida, 126 minutos
Lançamento: 1990
Atores: Patrick Swayze, Demi Moore, Whoopi Goldberg, Tony Goldwyn.
Roteiro: Bruce Joel Rubin
Direção: Jerry Zucker

(*) Patrick Swayze fez sua passagem para o Plano Espiritual em 14 de Setembro de 2009, vitimado por complicações decorrentes do câncer de pâncreas.

4 comentários, é um milagre!

Emerson Fialho disse...

Amigão, beleza?
Assisti a este filme de pé, mais ou menos em 1989, com minha esposa (namorada na época), de tanta gente que tinha no cinema...

Realmente, um filme que emociona até hoje. Muito bem lembrado e muito legal também mencionar a doutrina espírita, a qual admiro bastante.

Fica com Deus e muita paz, amigo Milton.

Abração e ótima semana.

VELOSO disse...

Um ótimo filme gosto da história curti também o Cidade dos Anjos. Parabens pela ilustração uma ótima semana.

Tatiana disse...

Ei Milton...
Esse assunto é sempre interessante!
Desde pequenina sempre fiquei encantada quanto ao mundo espiritual.
Esse filme é um dos que todas as vezes em que assisto eu fico emocionada... Acho que os verdadeiros laços são realmente eternos.
Um abraço carinhoso

Anônimo disse...

Um dos melhores filmes que já vi. Parabéns pelo post!

Related Posts with Thumbnails