quarta-feira, 1 de junho de 2011

Cavaleiro Solitário – The Lone Ranger

Yeah! Junho é um dos meses mais “maneiros” do ano, e para iniciá-lo bem gostaria de homenagear nesta postagem um personagem que trás boas lembranças da minha infância (eu não perdia um capítulo da série)! Refiro-me a ‘The Lone Ranger’.
Faço votos para que, quem viveu aquela época, possa matar a saudade através deste tosco desenho que produzi. E para aqueles que não tiveram a oportunidade de acompanhar o seriado, apresento-lhes o herói mascarado “Ke mo sah bee” (*) e seu amigo, o índio Tonto. 

Cavaleiro Solitário The Lone Ranger

The Lone Ranger, ou Cavaleiro Solitário era um afamado cowboy fictício do rádio, cinema e TV, criado por George W. Trendle e desenvolvido pelo escritor Fran Striker. Aqui no Brasil ele ficou conhecido (erroneamente) durante muito tempo por Zorro (talvez devido a máscara que jamais tirava do rosto). O fato é que a palavra Ranger causou certa dificuldade de tradução para o português, já que sua acepção original “policial rural do Texas” não fazia sentido em nosso idioma.
Lone Ranger possuía um eterno companheiro de aventuras, o fiel amigo e índio, Tonto (curiosamente o nome deste personagem foi mantido na tradução). Havia ainda Silver, um belo cavalo branco, famoso pelo grito que o herói dava ao se despedir: “Hi-yo Silver!”. Já a montaria de Tonto, um cavalo malhado, chamava-se Scout (Escoteiro, no Brasil).
       Duas características marcantes do mascarado eram que ele sempre usava balas de prata e jamais atirava para matar, preferia desarmar os oponentes com tiros certeiros em suas pistolas.



Curiosidades:
       Clayton Moore, ator que interpretava Lone Ranger, após o encerramento da série dedicou-se a fazer aparições públicas beneficentes, sempre vestido como o personagem. Porém foi proibido de se apresentar como o herói mascarado pelo uso indevido da marca. Passou então a usar óculos escuros e chapéu de cowboy, mantendo assim um ar de ‘mistério’ do mascarado. Moore fez a passagem para o outro plano em dezembro de 1999.
Já Tonto era interpretado por Jay Silverheels, um índio puro da raça Mohawk. Jay foi um grande atleta antes de se tornar ator, e foi um severo opositor à prática de contratar atores brancos para representar os índios.
(*)Ke mo sah bee, termo usado por Tonto ao referir-se a Lone Ranger, significa “fiel amigo” na língua Potawatomi.

Fontes de pesquisa:
Blog do Carlos Rosa
cinemania e wikipédia

7 comentários, é um milagre!

Eu disse...

Sabe Sr. Kennedy... Acho que sou uma "tonta", eu me considero uma "Ke mo sah bee"... Pois estou aqui sempre presente em suas postagens que tanto aprecio.rsrss

A música do momento sou suspeita para falar... Ela faz parte da minha vida!

Um abraço carinhoso

Berzé disse...

Velhos bons tempos!
Abração, Kennedy!
Berzé

Saulo Souza disse...

Olá amigo Milton, nossa!! Não conhecia esse seriado, agora eu sei de onde vem o "Hi-yo Silver!", deveriam fazer remakes de seriados legais como esse. Ótima ilustração!! A roupa do Tonto, assim como os detalhes do cinto e da arma do Cavaleiro Solitário, e o fundo com as casas do velho oeste deram um toque a mais na ilustração!!

Abraços e até a próxima!!
Hi-yo Silver!!

Emerson Fialho disse...

Eita, foste longe, amigão!...
Eu lembro pouco desta série! Era pequeno mas tenho alguma recordação... hehehe

Parabéns pela ilustração, ficou show!

Abraço cordial e Deus sempre!

♥ κєκєl ♥ disse...

Nossa..que saudades da minha infância hehehe......éramos felizes e não sabíamos hehehe.....tão bom relembrar! Tua ilustração como sempre: FANTÁSTICA!

beijos

PS. Saiu agorinha mesmo o clipe sobre segurança no trânsito e tua ilustração nele......uhuuuuuuuuuuuu.

O endereço para veres é:

http://eeblmlibras.blogspot.com/2011/06/seguranca-no-transito.html

OBRIGADÃO PELA LIBERAÇÃO!!!!!!

VELOSO disse...

Aiou Silver! Valeu PELA ILUSTRAÇÃO E BOAS LEMBRANÇAS QUE ME TROUXE!

Tulipa Literária disse...

Muito legal, muito mesmo, o filme também é super divertido >.<

Related Posts with Thumbnails