quinta-feira, 19 de abril de 2012

Fofoca, mexerico, maledicência...

Fofoca mexerico maledicência

Já percebeu que algumas vezes temos um impulso quase incontrolável de falar ou ouvir sobre a vida alheia? E muitas vezes usamos a ‘desculpa’ de que só comentamos sem intenção de prejudicar. Pois esse hábito, coloquialmente conhecido como fofoca já foi objeto de estudo científico publicado na revista “Journal of Applied Social Psychology”.

Fofoca mexerico maledicência

Para o psicólogo americano Frank McAndrew, a maledicência é parte universal da experiência humana. Em sua pesquisa, realizada com 211 pessoas, entre homens e mulheres (dos 17 aos 62 anos), ele aponta que a compulsão de falar da vida alheia está relacionada ao instinto de preservação da espécie, ou seja, para se proteger e assegurar seu espaço, a pessoa procura desacreditar a imagem do outro, que para ela, em determinada situação, pode representar uma ameaça.
O tema também foi abordado em reportagem da jornalista Karina Pastore, publicada na edição nº 1755 da revista Veja, com o título “Não conte pra ninguém”. 


Livro Vida Feliz e Fonte Viva

Joanna de Ângelis, no livro “Vida Feliz”, mostra-nos um dos recursos que podemos utilizar no dia-a-dia para evitar que a maledicência se propague:

“Silencia o que ouves.
Muitas aflições seriam poupadas às criaturas, se se soubesse ouvir e reflexionar.
 Infelizmente, muitas pessoas se apressam a passar adiante o que ouvem, alterando-lhe o conteúdo e salientando os pontos delicados ou negativos.
As mensagens truncadas, os assuntos adulterados, possuem o condão miraculoso de perturbar, gerando conflitos e situações insustentáveis.
Não transmitas informações malsãs.
Escuta com calma, sem apressar conclusão.
Se pretendes comentar a respeito, tem o cuidado de fazê-lo, colocando a situação como se fosse a tua e apresentando-a com benignidade.”

E quem tiver interesse (ainda sobre o assunto) recomendo a leitura do texto “Maledicência”, que está no livro “Fonte Viva” do espírito Emmanuel.

Fonte de pesquisa para composição do texto:
Boletim SEI nº1787 (29/6/2002) do Lar Fabiano de Cristo;
Revista Veja, edição nº 1755 (12/06/2002)
Livro “Vida Feliz” do Espírito Joanna de Ângelis (Divaldo P. Franco);
Livro “Fonte Viva” do Espírito Emmanuel (Chico Xavier)


26 comentários, é um milagre!

Berzé disse...

Oi Kennedy, bom dia.
Não passa pra frente não, mas o Milton, tá cada dia melhor!
Abração!
Berzé

Tatiana Moreira disse...

É isso aí Meu Amigo...
Eu já sofri um bocado com fatos assim. Mas... Existem pessoas que sentem gosto em destilar venenos por onde passam!
O importante é termos domínio de nossos sentimentos e emoções e não nos deeixarmos levar...
Um abraço carinhoso

Anne Lieri disse...

Milton,não sei porque o povo adora uma fofoca!...rss...tem razão!Muitas vezes perdemos uma ótima oportunidade de ficar de bico fechado!Gostei muito de sua cronica!Bjs,

Rita disse...

Bla Bla Bla mesmo adorei a postagem
achei um encanto..vc como sempre dando
melhor do Blog pra todos nós ..
Abraços de bom dia bjuss Rita!!!!!

Diva L. disse...

Milton, o tema é extremamente apropriado, pois acredito que desde que o mundo é mundo, as fofocas já existiam. O q é lamentável.

Adorei o post.

Bjo grande e abraço na alma.
Diva L.

Wal Alves disse...

Faços das palavras da nossa amiga diva as minhas kkkkkk fofoca pra mulher e feio pra barbado é pior podes crer falar igual ao saudoso BIZERRA DA SILVA !!!

Aleatoriamente disse...

Milton, amei as imagens.
Que lindo teu talento nossa! Fico encantada com isso.
Quanto ao texto, fico com este de Joanna de Ângelis.
Penso extamente assim.

Beijo meu amigo

Tecendo Sonhos disse...

Caro Milton, fofoca é algo que com o tempo acaba viciando,a pessoa não percebe e quando dá por si já está infectada por esse vírus tão destrutivo.
Muita luz em seu caminhar!

Emerson Fialho disse...

Vou te contar uma fofoca: cara tem um blog de um amigo que é fantástico! O seu nome: Milton; codinome: criatividade; característica: cara bacana; adjetivo: grande amigo! Dá uma conferida, blz? kkkkk

Grande abraço, meu irmão! Deus sempre.

Patricia Galis disse...

Muito bom este post, quando mais jovem confesso que até participa de coisas assim, falava mais do que devia, escutava muito pouco e não filtrava quase nada para passar adiante, conforme fui amadurecendo aprendi exatamente o oposto, ouvir mais, falar menos e só passar adiante o estritamente necessário e se ainda for útil.

ANDRÉA disse...

Obrigada pela visita, e um maravilhoso final de semana

Um grande abraço da sua amiga de sempre
Andrea

Clara disse...

Oi, Milton...

É verdade, quase que falamos sobre o mesmo assunto.

Essa tal de fofoca pode acabar com uma pessoa. Ninguém conhece a gente, só imagina como somos e algumas fazem questão de espalhar coisas que não são verdadeiras.
Já caí na boca de gente sem escrúpulos, não foi fácil, mas também não morri. Só ignorei tudo e continuei minha vida... longe deles, claro!

Uma ótima sexta pra vc!

ANDRÉA disse...

Seu trabalho é sensacional meu amigo.
Adoro desenho.
Principalmente historias em quadrinhos.
Vc acredita que meu marido se chama Mauricio de Sousa? Pois é pura verdade.
Se contar ninguém acredita né?

Um forte abraço
Andrea

Jonathan Pires disse...

Que maassa, meu amigo!
Eu passo por isso direto nas paradas de ônibus,..e dentro.
Interessante a matéria.. aushaushuahsuhas

Curti muito as expressões das figuras nas ilustras.

Aee, o tutorial ta quase pronto, montei os prints e os textos, agora no final de semana vou montar tudo certinho.

Abraço!

Patrícia disse...

Milton fofocas me irritam eu corro delas, graças a Deus. Isso só atrasa a vida da pessoa.Como sempre suas ilustrações ficaram maravilhosas. Bom feriado, amigo!

Leonel disse...

A fofoca é uma coisa que parece ser inerente ao ser humano (exceção aos bichos falantes do Veloso).
Mas, eu já experimentei fazer uma "fofoca do bem", espalhando coisas boas a respeito de pessoas!
A experiência deu ótimos resultados!
Aconselho a todos!
Abraços!

Rita disse...

Vim desejar um bom final de semana
curta bastante com alegria,e deixo
tbém meus parabéns pelas boas postagens
que encontro por aqui
Abraços com carinho Rita!!

Elcio Tuiribepi disse...

OI Milton...obrigado pela presença lá no Verseiro...
Fofoca é coisa antiga...rs...e nunca irá acabar...é do ser humano...mas quando não corresponde a verdade verdadeira causa muitos danos, eu sigo as palavras de minha avó...rs...existem tres versões...a sua...a minha e a verdadeira...fico sempre na média, pondero os fatos...procuro o tal equilibrio e é ali que mora a verdade...rs...
Um abraço na alma...bom fim de semana...bom é fazer o que o Leonel disse....fofocas do bem...rs

Teresa Cristina disse...

Oiee Milton!!
IN-FE-LIZ-MEN-TE o ser humano não sabe ser tão humano às vezes, mas cada um dá o que tem e só tem porque dá!!
Minha avó sempre nos alertava para a seguinte questão: quando não tiver algo de útil para dizer realmente, não perca a grande oportunidade da vida, cale-se!!
Bom final de semana, adorei as dicas de leitura.
Bjs e paz!!

Lbz disse...

Fala Milton ,
Cara fofoca é um atraso de vida e infelismente isso nunca vai deixar de acontecer ne .!
Mais agora falando teus desenhos ta muito fera.show !
Parabéns pela otima postagem.

Abraço e sucesso.

Maria disse...

Meu amigo detesto fofoca, quem fala na nossa frente dos outros, fala nas nossas costas de nós. Seus desenhos estão o máximo.
Bom restinho de domingo e uma semana maravilhosa.
Beijinhos
Maria

Samanta Sammy disse...

Olá Milton, como vai ? Gostei muito do tema e da maravilhosa escolha do texto de Joanna de Angelis para compartilhar conosco e nos trazer esta reflexão importantíssima !
Já fui muito prejudicada pela maledicência e fofocas, e acredito que talvez por isso tento diariamente controlar estes impulsos para não cometer o mesmo erro que cometeram comigo e não arruinar a vida das pessoas, além de procurar sempre ter esta consciência de que muitas destas fofoquinhas são irrelevantes e não nos acrescentam nada a não ser, como disse o estudo, nosso desejo de nos garantir, diminuindo as outras pessoas....
Creio que se cada um fizer um esforço, poderemos nos dedicar a assuntos mais construtivos e nos esquivar deste comportamento que geralmente não traz boas coisas a nenhum dos envolvidos.
Parabéns pela postagem !

Grande abraço e boa semana ! :D

ANDRÉA disse...

Adorei a receita!!!!
Posso publicar o comentário?

Um abraço grande
Andrea

Patricia Galis disse...

Uma semana de paz a ti e td sua família, obrigada por sua presença no meu blog.

Vicentina disse...

Olá Milton, ta aí uma coisa que não gosto, rsrs, fofoca, mas conheço muitas pessoas que gostam muito, mas corro delas, rsrs.
Gostei do texto.
Tenha uma Boa Tarde.

Denise disse...

Milton, adoro as colocações da Joanna, ela é muito pertinente e nos ensina demais. E esse texto é fantástico, se ouvissemos mais do q falamos, acertaríamos muito mais. Muita paz!

Related Posts with Thumbnails